sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

E por mais que seja difícil

O que há de tão complexo em viver?
Todos nós nos perguntamos todos os dias, de onde viemos, para onde vamos, mas seriam essas as perguntas corretas?
Somos compostos de complexidades além de nossa compreensão e nunca nos perguntamos o mais simples?
O que fazer no dia de hoje?
Nossa certeza sempre será apenas o presente, vivemos constantemente presos a um milésimo, nunca estamos no futuro ou no passado, quem nos leva ao futuro são nossas escolhas do presente e quem nos leva ao passado é a nossa própria mente.
Mas ao olhar, tentar imaginar, saber o que querer, quantos sabem realmente a resposta que precisam ter?
Muitos sonham com dinheiro, muitos sonham com fama, muitos sonham com luxúria, mas esses sonhos, não são os sonhos do coração...
Muita vezes os sonhos do coração são coisas pequenas, como uma casa no lago, em um lugar tranquilo, onde ninguém te atrapalhe, mas a vida ensina que esses sonhos são fracos e acabamos querendo abraçar tudo e ter tudo, independente do custo...
Perseguindo a própria calda, sem nunca sequer alcançar meio objetivo, o que é mais estranho é que quase todos que vivem nesse pequeno pedaço de rocha azul sentem a mesma coisa, estudamos padrões de todo o mundo o tempo todo, o porque os golfinhos se comunicam de tal forma, o porque as bactérias fazem isso ou aquilo, mas nunca estudamos nós mesmos, nunca assumimos que todos partilham de uma única essência, essa essência une a todos e padrões existem em nós o tempo todo, mas porque não vemos? Estamos tão cegos para isso?
Na verdade estamos ocupando, acordando todo dia e nos cobrando para fazer coisas que sequer precisamos, sequer sentimos, sequer um dia imaginamos e cada dia mais ficando distantes do nosso verdadeiro eu...
Porque uma criança é tão feliz? Porque ela tem apenas os sonhos que ela pretende realizar um dia e não importa que esse sonho seja virar uma águia e sair voando pelo mundo, mesmo que um adulto disser, seus sonhos são impossíveis, para alguém que tem coragem e sonhos verdadeiros, nada é.
A vida acaba sendo muito complicada, percebemos que é muito difícil ter os sonhos que precisamos, as vezes tropeçamos, erramos e ficamos presos a uma realidade de erros da qual nunca saímos se não percebermos...
Se cobrar, claro é algo ótimo, estar sempre em busca do melhor em você, mas da mesma forma que todos gostam de ser bem tratados, se tratar bem e saber o que se pode cobrar de si é importante...
As perguntas as vezes estão erradas e as respostas mais erradas ainda, temos que mudar as perguntas, olhar de fora, se desligar do eu e procurar no interior...
O que é felicidade?
Dinheiro, não traz felicidade, a felicidade vem das coisas que você faz quando tem ele, mas porque focamos sempre nele?
Existem milhares de motivos, mas todos sabem, com dinheiro você pode "fazer o que quiser", só não entendo uma coisa... Quem não pode fazer o que quiser e porque é mais divertido subir em uma montanha no sul da França e não naquela montanha que fica ao horizonte de sua vista todos os dias no próprio lugar?
O ego, sentimento que faz com que o dourado deixe de ser dourado, que faz a luz ser escura, e faz com que algo sem valor acabe se tornando a maior de todas as atrações...
A vida está aqui, para todos, para ser aproveitada de todas as formas, esqueça os problemas, esqueça as complicações, ela é linda, ela tem tudo a oferecer para todos e não se importe com as pessoas que acham importante estar em lugares famosos e caros o importante mesmo é que você não pare de conhecer e viver, muitas vezes, o pequeno lugar que você está tem muito mais a oferecer do que qualquer outro lugar "incrível".
Se permita, sinta e viva.

Nenhum comentário: